Wiki Carpathians

Melhores cidades para viver na Ucrânia

Ucrânia, as melhores cidades, turísmo
Neste ano o vencedor da classificação de "55 melhores cidades para viver na Ucrânia", feito pela revista "Focus", foi a Lviv.

A primeira posição garantiu indicadores altos de todos os critérios. Entre as deficiências da cidade - problemas de habitação e alto preço dos imóveis (800 euros/metro quadrado). No entanto os potenciais negociais e o sector de educação desenvolvido superam as lacunas. Não esquece de rica vida cultural e atracções turísticas. Portanto, há muitas oportunidades para os cidadãos. O desemprego em Lviv é uma das mais baixas na Ucrânia (0,9%, dados de Abril).

Top dez é o seguinte: Lviv, Kiev, Ivano-Frankivsk, Chernivtsi, Yalta, Kharkiv, Odessa, Illichivsk, Simferopol e Sevastopol.
2. Kiev

A posição de cidade mais limpa ocupa Chernigiv. A habitação mais acessível na Ucrânia está em Mariupol. Os preços dos imóveis aqui são 4 vezes menos do que em Kiev.

A cidade com o maior salário médio ficou Energodar. A população de 54 mil desta cidade recebe um médio de 275 euros por mês. A seguir vai a cidade de Boryspil onde está o aeroporto internacional de Kiev. O salário médio no capital é de 240 euros.
4. Chernivtsi

Yalta - a cidade com a melhor infra-estrutura urbana.
5. Yalta

Odessa distinguiu-se como a cidade com o nível de desemprego mais baixo (0,6 %). Kiev - a melhor cidade para negócios. A capital ainda é caracterizada por baixo nível de desenvolvimento da infra-estrutura: o número de creches, escolas, hospitais e mercados por mil habitantes.

É fácil visitar Ucrânia com "Green Ukraine". Esta empresa organiza viagens de turistas estrangeiros para Ucrânia com suporte de idiomas.

Praça da Independência - praça central de Kiev

Ucrânia, visitar Kiev, lugares bonitas
Praça da Independência é praça central de Kiev moderno, lugar favorito de entretenimento dos kievenses e hospedes do capital, o local tradicional para manifestações e concertos.

Até o séc. X, a área de Maidan (outro nome da Praça) como e toda rua de Khreschatik (principal em Kiev) era coberta por floresta. Nos tempos de Yaroslav o Sábio aqui houve defesas para o portão da cidade. Nos séculos XVIII-XIX, esta área era um terreno baldio e chamava-se "Pântano de caprinos". No século XVIII foram construídos muros de pedra (portão Lyadsky).

A área foi formada em 1830, quando foram demolidos os restos de muralhas e apareceram primeiras casas de madeira. E em 1950 foram construídas casas de pedra. Naquele tempo a praça começou por chamar-se Khreschatik, nela situava-se o mercado, realizavam-se os circos e carnavais.

Em 1867 na Praça foi construído o edifício de Conselho Supremo da cidade (Rada) e a praça foi nomeada por Rada. Depois da revolução no edifício de Conselho estava localizado Comité Regional do Partido Comunista da Ucrânia e em Março de 1919, a Praça foi renomeada por praça de União Soviética e em 1935 - de Kalinin.

Nos anos 50 do séc. XIX na Praça foi construído a Casa Nobre. Em 1944 ocorreu o concurso de melhor projecto para a restauração da Khreschatik e de ruas e praças adjacentes. Praça de Kalinin que estava em ambos lados de rua Khreschatik recebeu o papel da praça principal. Os edifícios modernos da praça foram construídos nos anos 1950-1970.

Nos anos subsequentes, a área tem repetidamente reconstruído e reconstruído e em 1977 mudou o nome por Praça da Revolução de Outubro.

O olhar moderno a área obteve após a reconstrução em 2001. No inverno de 2000-2001, no Maidan ocorreu uma série de protestos "Ucrânia sem Kuchma", em 2004, tornou-se o centro da Revolução Laranja.

Vinhos da Ucrânia. Adegas de Crimeia

Vinhos ucranianos, Crimeia, bebidas ucranianas
Falando de recreação na Crimeia, não se pode evitar o assunto dos vinhos da Crimeia e sua degustação. Não se pode imaginar um feriado sem copo de bom vinho da Crimeia ou de cognac.

A história de vinificação na Crimeia remonta à Antiguidade. A vinificação moderna começou aqui no séc. XIX. Ao longo dos anos, tem sobrevivido, e os períodos de prosperidade, quando os vinhos da Crimeia recebiam repetidamente os primeiros lugares nas competições internacionais, e períodos de declínio, como nos dias após a anti-Decreto título de 1985. No entanto, as tradições de vinificação da Crimeia eram mais fortes do que os decretos do mal. Por isso continuam a alegrar-nos excelentes vinhos e aromáticos cognacos da Crimeia. Na Crimeia, em quase todas as regiões há adegas com sua especialização.

Vinhos de Crimeia são muito apreciados por sua qualidade natural. Aqui fazem vinho sem sem truques de tecnologia, não adicionam conservantes e pó. Clima quente, terreno montanhoso e diversidade de solo criaram as condições favoráveis para o cultivo de diferentes tipos de uva. Deles cuidando as tradições de vinificação de Crimeia fazem vinho tinto e branco, novo e velho, vermutes e cognacos.

Os vinhos são classificados por cor, quantidade de açúcar, força, idade, saturado com dióxido de carbono, área de produção e de algumas outras características. Actualmente, todas as informações sobre o vinho e as suas características estão contidas no rótulo do frasco.

Famosas adegas são:
A fábrica de vinhos espumantes. Sudak, Novy Svet. Especialista na produção do champanhe clássico "Novo Mundo" (o único na Ucrânia), o dono de um monte de prémios nas competições internacionais.

Adega de Koktebel, Feodosia. Localizado na aldeia de Koktebel perto de Kara-Dag. Produz vinhos muito bons, alguns dos melhores - "Pinot Gris Kara-Dag" e "Néctar Velha". Eles fazem o mesmo bom cognac. Cognac "Koktebel" antigamente era um dos meus favoritos cognacos depois de Gremi e Remy Martin. A fabrica produz também o cognac "Kutuzov", 25 anos de reserva. Custa $100 pela garrafa. Ele foi fundada ainda sob o comunismo, no cálculo da derrota dos franceses (daí o nome), mas a reestruturação ("perestroika") não deu realizar as promoções normais, por isso o cognac não é conhecido fora. A adega especializa-se na produção dos cognacos, vinho vintage e ordinário, forte e de sobremesa.

Adega "Massandra", Yalta, Massandra. Especialista na produção dos vinhos vintage e forte, ordinário e de sobremesa. Vinhos desta empresa ganharam uma merecida reputação de profissionais e consumidores: "Ai Danil", "Massandra", "Tokai".

Adega "Magarach", Yalta, Massandra. Especializa-se na produção dos vinhos vintage, forte e de sobremesa. Os vinhos como "Magarach branco" - xerezes magníficos e vinhos do Porto muitas vezes marcados pelos prémios.

Adega de Simferopol. Especialista na fabricação de cognacos. Marca "Ai-Petri" - vencedor dos concursos.

Fabrica dos vinhos de Inkerman, Inkerman, Sevastopol. Especialista na fabricação dos vinhos de marca, de mesa, fortes e doces. Vinhos da mesa como "Crimeia" e "Enigma de Quersoneso" receberam os prémios de concursos internacionais.

Hoje começa o Advento

Ucrânia, Igreja, Advento, costumes
28 de Novembro para todos os católicos e ortodoxos de mundo começa o Advento que vai acabar 7 de Janeiro, no Natal.

O principal objectivo do jejum, instituído ainda nos primeiros séculos de cristianismo - uma purificação espiritual do homem. Portanto, o jejum - é uma rejeição não apenas de alimentação, mas de pensamentos pecaminosos e das emoções destrutivas e hábitos, para ser capaz de encontrar a festa de Natal com coração puro.

Durante o Advento os cristãos não devem comer os produtos de origem animal - carne, leite, ovos e produtos que os contêm. O Advento não se refere ao jejum rigoroso, por isso é permitido comer o peixe e óleo vegetal.

Há uma série de circunstâncias que nos permitem excepções no jejum - uma doença, um duro trabalho físico, idade avançada, estar no caminho. Também são dispensadas as mulheres gravidas e crianças.

No Advento não precisa beber bebidas alcoólicas, especialmente bebidas espirituosas - vodka, conhaque, etc.

Embora, durante jejum é proibido de realizar apenas casamentos. No que diz respeito a outras demandas, como por exemplo o baptismo, são realizadas, independentemente.

Inicialmente, o Advento durava cerca de uma semana. No Concilio de 1166 aos cristãos foi previsto respeitar o jejum durante 40 dias antes do Natal.

Crimeia

Peninsula de Crimeia, turismo em Crimeia, lugares para visitar, dados gerais
História
Os habitantes mais antigos, que conhecemos pelos fontes antigas de Assiria, foram os cimérios(séc. XII a.C.).Em meados do século VII a.C. a maior parte deles foi derrubado pelos citas. Passando dois séculos nas margens do Mar Negro surgem dois independentes estados gregos. Um deles - República Democrática Quersoneso, onde mandavam os proprietários de escravos. Outro - Reino do Bósforo, estado autocrático cuja capital era a cidade de Panticapeia.



Ruínas de Quersoneso. A colónia foi fundada no século V a.C.

Colonos gregos trouxeram para a costa de Táurica (actual Crimeia) sua arte de construir navios, crescer as uvas, oliveiras e outras culturas, construir grandes templos, teatros e estádios. Na Crimeia surgem centenas de assentamentos gregos - pólises. Os gregos antigos criaram as grandes obras históricas e literárias da Crimeia.
Fortaleza de Sudak

Após o colapso do Império Romano (séc. VI a.C.), a Crimeia passa para a esfera de influência do Império Bizantino. O cristianismo era conhecido na Crimeia imediatamente após a sua introdução em Principado de Kiev (988). Em 1223 vieram os tártaros. A condição das nações vencidas da península tornou-se extremamente difícil, os escravos foram exportados e vendidos para outros países. Neste tempo entre a Ucrânia e a Zaporojie Sich (estado dos cossacos) estreitam laços económicos. Cossacos compravam sal na Crimeia, não apenas para consumo interno, mas a exportação para Rússia e Polónia.
Guerra de 1768

Em 1768, a Crimeia tornou-se a cena da luta entre o Império Russo e o Império Otomano. Com a ocupação da Crimeia pela Rússia, ela tornou-se não apenas um porto importante para o comércio internacional, mas também o lugar principal para a recreação da nobreza russa. Na península começou a construção de novas cidades - Simferopol e Sevastopol.
Churchill, Roosvelt e Estaline na conferência de Yalta, 4-11 de Fevereiro de 1945

Em Dezembro de 1917, com o colapso do Império Russo surgiu a República Popular da Crimeia, que tornou-se a primeira república muçulmana do mundo. Com a entrada para a União Soviética a Crimeia tornou-se "reserva do partido". Aqui descansaram todos os secretários-gerais e ministros da União Soviética, realizaram importantes simpósios internacionais, conferências e cimeiras. Uma das mais importantes foi a Conferência de Yalta, onde os líderes da União Soviética, dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha aprovaram as decisões profundas sobre o futuro da guerra e sobre a pós-forma de relações internacionais depois da guerra.

Batalha de Sevastopol, 10 de Maio de 1944

Em 1941 a Crimeia passou sob o governo nazista, que desencadeou o terror contra a população civil. 18 de Maio de 1944 após a libertação pelas tropas soviéticas, todo povo da Crimeia por ordem de Estaline, foi deportado da Crimeia.

Crimeia na mapa da Ucrânia

Em 1991, com a declaração de independência da Ucrânia, a península torna-se parte da Ucrânia.
Relief A península da Crimeia distingue-se pela diversidade de paisagens naturais. Parte do Norte é estepe, do Sul - montanhas da Crimeia cobertas de florestas. O pico mais alto - Monte Roman-Kosh (1545 m).  
Clima A riqueza da Crimeia é o seu clima, caracterizado por uma abundância de sol, calor e luz.
Pratos ucranianos - Descubra a riqueza da gastronomia ucraniana. Características de circulação de ar combinada com a influência dos mares Negro e Azov e as montanhas da Criméia formar três principais zonas climáticas: estepes, montanhas e sul. Ao longo da costa sul estão localizados os resorts: Yalta, Alupka, Simeiz, Gurzuf, Mishor, Livadia, Foros, Alushta.

Recursos naturais Devido à localização geográfica, condições ambientais e históricos a Crimeia desde os tempos antigos era uma espécie de cruzamento de diferentes tribos, nações e culturas. É altamente valorizado pelos padrões mundiais, o valor de mercado de recursos minerais da Crimeia, suas praias e áreas costeiras. Actualmente na Crimeia estão 26 depósitos de lama curativa e de água salgada e mais de 100 nascentes de água mineral de composição química diferente, 15 depósitos de lama e águas minerais, 13 águas minerais importantes são classificados como médicos.

Além disso, há possibilidade de desenvolvimento do turismo ecológico e social nas zonas rurais, serviços de spa em novas áreas costeiras do desenvolvimento de recreio, serviço de sistema para os turistas não-organizados, de show business e da indústria do entretenimento, a criação da infra-estrutura para desportos de elite, a introdução de métodos únicos de tratamento têm interesse indubitável para os parceiros de negócios. Em Crimeia há todas as condições para o desenvolvimento de formas inovadoras de turismo: escalada, espeleologia, cavalos, bicicletas, deltaplanerismo, turismo de vinho e caça, helicopter tours, passeios em iates, mergulho, camping. Todos esses passeios podem ser combinados, calculados como para os grupos de turistas como individuais, combinado com uma ampla gama de serviços adicionais. Aqui tratam com águas minerais, lama curativa, praias, recursos da clima, mar e ar de montanha, etc.
Recreação na Crimeia - não é apenas uma fonte de saúde, mas também de entretenimento. Voar de asa delta e de pára-quedas, tobogãs, scooters raça, catamarãs, tubarões infláveis, arruelas e bananas, mergulho, pesca, marinha e equitação, parques aquáticos, passeios de vários palácios, fortalezas e outros locais históricos na Crimeia. Cada um pode encontrar o tipo de descanso que gosta.
Bronze bonito, olhar descansado e alegre, um mar de impressões e memórias - todo isto está disponível na Crimeia. Crimeia, com suas cidades e vilas original, descanso simples no sector privado e hotéis de luxo. Muitas coisas atraiam: a pureza do mar, efeitos sobre a saúde, o sol quente do sul, clima especial, ar puro, inúmeros hotéis, pensões, residenciais, hospitais e campos da saúde infantil.
Apesar disso o descanso em Crimeia está cheio de descobertas não só temporais, mas também espirituais. Porque aqui em busca de inspiração sempre se encontraram escritores, poetas, pintores e músicos. Aqui todos podem escolher exactamente aquele tipo de descanso e lugar que só lhe convém. Isto é grande vantagem desta terra!

Gostaste deste artigo? Subscreve o RSS feed.

Ucranianas em busca de juventude

operações plásticas na Ucrânia, busca da beleza
Seios maiores, o lifting da face, a correcção do nariz - a cirurgia plástica pode fazer maravilhas, não só com celebridades. Tudo depende de paciência e dinheiro. Efeito pós-operatório dura por anos ou a vida inteira, pois os cirurgiões recomendam primeiro pesar os prós e contras. Medir sete vezes antes de cortar ou aumentar, recomendam também os psicólogos.

Até recentemente, a cirurgia plástica se considerava como um privilégio apenas de pessoas famosas e das estrelas do show business. Há poucas celebridades a quem não tocaram as mãos dos cirurgiões. O desejo de ficar mais novo e bonito levou no seu tempo às clínicas especializadas muitas cantoras, apresentadoras etc. Algumas celebridades não revelem que fizeram "plástico" mas alterações significativas em seu exterior sugerem exactamente essa visão.

Entre as estrelas mundiais é difícil de encontrar aqueles que têm ignorado uma possibilidade para pagar um monte de dinheiro para sua própria beleza. Kylie Minogue e Amy Winehouse, Donatella Versace e Britney Spears muitas vezes dirigiam-se aos cirurgiões plásticos.

De acordo com o cirurgião plástico da clínica "Tsertus" (Kiev) Vasily Pinchuk, as pessoas famosas estão interessados em manter o interesse da própria pessoa e de actividades profissionais. Muitas vezes, diz ele, as estrelas fazem um facelift, plástica das pálpebras e cirurgia de aumento de mamas.

O desejo de melhorar a qualidade de vida leva as pessoas comuns a fazer a operação. A maioria destes pacientes consulta aos médicos para eliminar os defeitos congénitos ou adquiridos, quando não é possível livrar-se deles em outros meios.

Cirurgião Roman Levitsky de Centro de Cirurgia Plástica de Kiev diz: "Não há nenhuma diferença porque como as pessoas famosas como também as pessoas comuns querem parecer bem. A cirurgia plástica não é para escolhidos."

Quanto aos preços, eles são muito atraentes para os estrangeiros que prestam a atenção para ao preço baixo. Os médicos notam a redução do número de pacientes durante a crise.

Top 7 operações mais populares
Operação Preço (Eur)
Lifting da Face desde 500
plástica das pálpebras 125-200
aumento de mamas desde 800
correcção do nariz desde 250
otoplastia (correcção de orelhas proeminentes) desde 200
lipoaspiração 100-200
abdominoplastia (remover o excesso cutâneo e de gordura) 200-400


Em relação de validade, então, por exemplo, um facelift é geralmente suficiente para 10-15 anos. O efeito da prótese de mamas e plástico de nariz dura muito tempo na maioria dos casos - todo o resto de sua vida.

Sensibilização dos possíveis riscos para a saúde depois da cirurgia plástica não é menos importante do que a necessária quantidade de dinheiro ou o desejo de mudar a aparência.

A principal coisa na fase de preparação - uma escolha de médicos experiente e altamente clínica. Deve-se ter em conta que o cirurgião pode recusar a prestação de seus serviços. Razões que podem provocar isto podem ser: falta de necessidade objectiva para a operação, a psique instável ou necessidades exageradas estéticas do paciente.



Doutor reserva o direito de recusar-se, se o paciente tem problemas mentais, bem como a presença de doenças graves, quando a operação poderia prejudicar a saúde humana.


Na Inglaterra, os médicos estão a dar o alarme: o mercado de cirurgiões plásticos está cheio de médicos não qualificados, que durante operações utilizam muitas vezes os drogas que não passaram os testes. Assim, as mulheres na busca da juventude estão expostas ao perigo.

Nos tempos soviéticos, um comunicado do psicólogo que testemunhou a saúde mental do paciente, foi um pré-requisito para a cirurgia plástica. Hoje, na Ucrânia, ninguém exige nenhuma informação. Os médicos confiam em si mesmos, ou seja, depois duma conversa com o paciente tudo fica claro.

No país existe a ideia estereotipada que aos psicólogos referem-se os doentes mentais. Por isso, os pacientes das clínicas de cirurgia plástica reagem negativamente à recomendação de consultar um psicólogo / psicoterapêutico e, geralmente, abandoná-lo.

Os psicólogos acreditam: procurar a causa de desejo de deitar sob o bisturi para a juventude é necessário em si mesmo. Uma conversa com um terapeuta antes da cirurgia, deveria ser obrigatório.




O "boom" de cirurgia plástica vem da média e de show bussines. Eles oferecem a imagem da mulher super sexual, às vezes não-natural. Por isso as mulheres e meninas em busca da própria identidade pegam nessa imagem tentando a respondé-lo.

Somente um especialista qualificado pode determinar as causas reais da rejeição pelo homem do seu corpo como elas são.

Os cirurgiões plásticos ganham legitimamente no medo das mulheres de sua própria falta de atractividade e idade. Psicóloga diz: se uma pessoa quer mudar a auto-estima, isto tem o sucesso raro. Assim, as operações tornam-se de série e terminam com algo terrível, como no caso de Michael Jackson.

Na verdade as pessoas têm falta de amor, de ser desejados.

Viagem ao centro da Europa

Ucrânia, lugares para visitar, centro da Europa
Para os moradores dos Cárpatos a questão da escolha geopolítica não tem actualidade. Eles não têm fundamento acreditar que nenhum estrangeiro vai negar este convicção. Por quê? É simples: a Europa está em torno deles. Nos Montes Cárpatos, perto de Rakhiv está a marca do centro geográfico do continente europeu.

Neste ponto cruzam as linhas imaginárias entre Lisboa e os Urais, terra de Franz Josef e o Bósforo, Cáucaso e o Mar do Norte. Centro da Europa está situado perto da estrada Bychkiv - Teresva. "Perto da estrada" significa aqui que está nas margens do rio Tisa, como estradas e rios nos Montes Cárpatos agarrar uns aos outros.

Paisagem selvagem dos Cárpatos só viola a ponte ferroviária transferido através do rio numa encosta de montanha na altura de 1413 metros. O sinal instalado para indicar o centro da Europa aparece inesperadamente por uma das curvas da estrada de montanha. Um monumento de pedra é definida numa pequena área. A mais antiga e mais conservadora dos monumentos foi erguido sobre este terreno no século XIX. Inscrição em latim na placa de mármore, diz que neste ponto cruzam-se as linhas convencionais que ligam os pontos mais remotos do nosso continente.

Determinação da latitude e longitude desse ponto, que era considerado o centro da Europa pouco mais de um século atrás, foi realizado pelos cientistas de Viena, da Real Academia de Ciências do Império Austro-Húngaro.

Ligeiramente acima dos memoriais, na encosta da montanha, está um conjunto de tabelas de informação. As mensagens breves dizem sobre a Ucrânia, a região dos Cárpatos, do Parque Nacional, bem como a flora e a fauna da terra.

Cinema ucraniano: à procura de apoio no Ocidente

Cinema ucraniano, filmes da Ucrânia
Por causa de financiamento o cinema ucraniano tornou-se um déficit, a demanda para a qual está presente principalmente entre os entusiastas. Produtores ucranianos estão à procura de fundos para fazer filmes na União Europeia. Há mais chances, mas não são sempre bem vindos.

Maxim Vasyanovich, diretor de Kiev é um destes diretores. Seu documentário "Mãe morreu no sábado na cozinha ..." ganhou ultimo festival de cinema em Kiev "Molodist" ("Juventude"). Fundos para o trabalho ele encontrou sozinho e não na Ucrânia. Seu filme foi parcialmente financiado pelos produtores dos dois canais europeus - sueco SVT e FST5 finlandês. Há fóruns - eventos como feiras, onde os produtores podem "vender" suas ideias para os produtores. É hoje praticamente o único caminho para cineastas jovens a encontrar um meio de realização de seus sonhos, disse Vasyanovich a "Onda Alemã". Mas os cinematografistas da Ucrânia ainda não os utilizam frequentemente. Em primeiro lugar, por causa dum conhecimento pobre da nossa comunidade criativa de cooperação-produção europeia. Outra razão para o baixo nível de cooperação - a desigualdade entre os dirigentes ucranianos e os seus homólogos da UE na luta pelos fundos. Os últimos são mais próximos para os produtores da UE quer mentalmente quer politicamente. "Há um grande número de preferências e na obtenção de bolsas e financiamentos, e um número muito grande de atitudes mentais. Têm muito medo da Ucrânia e dos países da ex-URSS" - diz Vasyanovich.

Segundo o diretor ucraniano, o medo provoca a corrupção omnipresente no tronco, que no Ocidente já ouviram. Ou seja, o dinheiro que vai na ex-URSS vai em vão. "Eu tive que lutar contra esse estereótipo muito grave. Se não fosse, eu teria muito mais canais do que dois. Porque a Al Jazeera do Reino Unido teve grande interesse neste filme e até com BBC foram realizadas negociações sérias."

Na maioria dos casos, a recusa de cooperar foi comentada como "nonFormat". Vasyanovich em tais respostas muitas vezes viu único desejo de chamar a verdadeira razão - a falta de vontade para lidar com provêm da antiga União Soviética. Mas quando o autor precisa de escolher o mal menor sim que mais provavelmente vai trazer dinheiro para satisfazer as necessidades criativas Vasyanovich definitivamente irá procurar a felicidade no Ocidente.

19 anos de independência da Ucrânia demonstraram a indiferença de política pelo cinema. O 2008 foi único ano quando muitos cineastas pensavam que ocorreu o renascimento do cinema. Naquele ano estado financiou muitos projectos. Mas dos prometidos pelo governo 140 milhões de hrivnas (11 milhões de euros) em 2009, a indústria recebeu apenas cinco. Com a crise ficaram "pendurados" no ar muitos diretores.

Apesar do contínuo declínio e as perspectivas de filmes decepcionantes na Ucrânia Vasyanovich não vai mudar de profissão.

Balaclava

Crimeia, Balaclava, turismo, Ucrânia
Balaclava é uma vila situada na península da Criméia. Ate 1957 Balaklava era uma cidade separada. Durante a União Soviética era uma cidade fechada, base de submarinos. Hoje a cidade está aberta para os turistas. População de cerca de 20 mil pessoas.

Localizada na costa de Mar Negro, próximo de Baía de Balaklava . A particularidade da baía é que graças à entrada da forma curva do alto mar, que quase nunca tem as tempestades. Em segundo lugar, a baía é profunda de tal maneira, que submarinas podiam entrar nela não subindo à superfície da água.

Desde tempos antigos, os pescadores se estabeleceram aqui porque a baía foi muito conveniente para estacionamento dos barcos. Nos tempos soviéticos a baía foi utilizado para a Marinha. Em 1990, decidiram retirar gradualmente as tropas e navios para transformar cidade em centro de turismo.

Diretamente para o leste da cidade começam as montanhas da Criméia. O principal elemento da paisagem local é ruínas da fortaleza de Cembalo. Da encosta, onde está situada a fortaleza, abre-se a vista para a costa sul da Crimeia.

Formalmente a Balaclava faz parte de Sevastopol mas os moradores consideram-a como uma cidade separada. Aqui situa-se uma filial do Museu das Forças Armadas da Ucrânia. A exposição mostra as actividades de Frota do Mar Negro. O museu está localizado na antiga fabrica e doca de reparação dos submarinos e de arsenal nuclear.

A Revolução Laranja. Cinco anos depois

Revolução na Ucrânia, Revolução Laranja

Cinco anos atrás, em Kiev apareceu Maidan (port. Praça).Imediatamente. Durante a noite de 22 de Novembro de 2004 revelou que de comissões regionais sobre as eleições presidenciais chegaram os protocolos com resultados distorcidos. As diferenças eram de 10-15% dos cálculos paralelos da oposição e dados de exit polls.

Cerca de 4 de manhã na praça principal aparecem primeiras centenas de cidadãos de Kiev, na parte da manhã - milhares, e no dia seguinte - dezenas e centenas de milhares de pessoas participam no mais maciça e mais longe na história moderna da Ucrânia protesto pacífico.

Parabéns com a vitória de Viktor Yanukovych, que lhe foi enviada pelo presidente russo, Vladimir Putin no dia da eleição, contribuiu para um aumento acentuado do número de pessoas na Maidan.

Consolidação instantânea demonstrou que a década de Leonid Kuchma, teve o efeito não só de controle sobre a economia, governo e área de informação dos grupos oligárquicos burocrático, mas também estimulou o crescimento da dignidade cívica, o desenvolvimento da solidariedade e assistência mútua entre as diferentes comunidades sociais e indivíduos.

O objectivo desta consolidação na Praça era evitar a institucionalização das relações sociais que prevaleceu nos últimos dez anos.

O Maidan, e isto não é pathos ou patética, revelou uma vitória do espírito humano sobre extorsão e adaptação na política.

Qualquer pessoa que tenha participado desses eventos, pode dar dezenas de exemplos de expressões de verdadeira nobreza, altruísmo e de verdadeiro amor ao próximo, que então governava o país.

Hoje, esses eventos são vistos através de camada de cinco anos de derrotas erros e falhas que se abateu sobre o país durante o mandato do presidente Viktor Yushchenko.

lista detalhada das razões para a decepção de quem estava na Maidan simpatia e eficiência para os políticos é tão grande que sua lista detalhada leva muito tempo e pode causar muitas emoções negativas.

Peças de frustração são causadas por factores subjectivos: dissensão público no meio da equipe Laranja de cargos e dinheiro, incompetência, preguiça e incapacidade para o trabalho dos poderes recém-nomeados, e mais tarde - deputados nacionais e locais, a presença de um grande número de pessoas aleatórias e desertores do campo de perdedores.

Durante os próximos meses, após o triunfo inauguração de Viktor Yushchenko, os cidadãos perceberam que sua equipe está lutando não pelo poder a possibilidade de modernização e desenvolvimento do país, mas exclusivamente para seus próprios interesses mercenários, que foram fornecidos pelos mecanismos de corrupção burocrática durante a cadencia de Kuchma.

O nível de apoio público para o terceiro presidente começou a cair mais rapidamente. As expectativas e a confiança dos cidadãos passam para outro líder carismático - Yulia Tymoshenko. Esta é desesperada e tentando usar. Ela tenta essa situação a seu favor.

Principais razões objectivas que levaram à desilusão pelos políticos laranjas - falta de visão da imagem do futuro do país nos líderes de Maidan. Eles não tinham ideia do que sistema do governo construir, que politica social começar, que direcção de infra-estrutura implementar.

Um ano depois de tomar posse, Yushchenko perdeu o status de principal gerador e usuário da situação administrativa.

Havia dois centros de influência - o Presidente e o Governo, que se reuniram em uma luta feroz, utilizando todas as armas disponíveis: os tribunais, a maioria parlamentar, vertical do governo executivo, agências de energia e meios de comunicação.

Este espectáculo os cidadãos assistem como espectadores forçados, com cada vez maior desgosto e desprezo para os políticos. O Estado, juntamente com os políticos, é rapidamente removida da sociedade. Economia imersa em sombra, em profundidade sem precedentes.

Embora a conjuntura económica mundial tem contribuído para a inundação na Ucrânia dinheiro legal e ilegal da exportação de metais, produtos químicos, engenharia, agricultura, trânsito - uma existência paralela do estado e do país não estão impedidia os cidadãos.

Mas, discretamente começou a crise. Actualizou-se a necessidade de uma política de Estado social e económica eficaz. Mas não há ninguém para conduzir a politica- nem profissionalmente, nem de um ponto de vista ético.

Durante o primeiro ano das suas competências Yushchenko tinha tudo a viabilidade administrativa e política para realizar todos os itens específicos que oferece seu programa de hoje. E nos próximos quatro anos de sua presidência teve tempo suficiente para organizar o trabalho sobre o pacote de reformas.

Não aconteceu. Esta circunstância é o factor mais importante dos frustrações dos participantes de Maidan.

Se durante dez anos de cadencia de Kuchma, com meios corruptos foi criado uma grande capital, que depois desenvolveu as condições para a degradação do estado, que estava no serviço dos oligarcas, então com cinco anos de mandato para Yushchenko, essa degradação entrou num carácter irreversível.

Em total temos 15 anos de tempo e o nível mais elevado de desconfiança dos cidadãos no governo como o instituto, que não deixe a nenhum politico ou partido realizar a reforma do governo do estado de forma legítima.

O lago Sinevir

Ucrânia, turismo, Cárpatos, lago Sinevir
Sinevir é o maior lago de montanha na Ucrânia. Este lago pitoresco é um diamante das montanhas. Frio. Limpo. Maravilhoso. A beleza da paisagem local aqui é tão singular que mesmo aqueles que tenham viajado para várias partes do mundo, que viram muitas maravilhas do mundo, não vão ficar indiferente à beleza modesta e selvagem dos Cárpatos e uma de suas maravilhas - Lago Sinevir.


Sinevir brilha como cristal-claro brilhante na diamante cenário da floresta verde dos Cárpatos. A água do lago é incrivelmente transparente, e o reflexo do céu azul nele deve ter sugerido o nome- Sinevir.


É um lago bastante profundo - em alguns lugares é de 20 metros (60 pés) de profundidade, com a profundidade média de 8,2 metros. Quatro rios de montanha vazio para dentro do lago, que também é alimentado por algumas fontes de água subterrâneas. Mesmo no verão, a água no lago, com excepção da camada superficial, está muito frio - 4 ou 5 graus Celsius. Então se você estivesse um nadador experiente pode mergulhar na Sinevir.


O lago está situado a uma altitude de 989 metros. A visão mais vantajosa do lago abre a partir do cume da montanha que fica perto e é chamado de Monte Ozrnya.

A partir da altura de 1496 metros acima do nível do mar, para o qual você pode escalar a seguir um caminho através da floresta rica em frutas, você poderá desfrutar de um panorama dos Cárpatos em toda sua glória verde. E bem no meio dela vai ver o olho azul do Synevyr olhando para você.

Переглянути більшу мапу
Related Posts with Thumbnails